medite

#SelfhuntingFoundation
Consciência plena. Atitude: medite ao menos um minuto ao acordar e um minuto antes de dormir. Idealmente medite mais. Mas comece com um minuto. Você consegue fazer qualquer coisa por um minuto.

Advertisements

ajude e peça ajuda

#SelfhuntingFoundation  Ajude o seu entorno. Limpe a sua rua, lave a louça, varra a calçada, plante em canteiros públicos, se candidate a conselheiro da regional do seu bairro, frequente locais próximos a sua casa e trabalho. Descubra e valorize o que há de melhor na sua comunidade/bairro/rua.

Aprenda também a ser ajudado. Saiba pedir ajuda endereçada. Pedir ajuda a quem pode te ajudar com aquela tarefa específica.

mexa-se!

Screen Shot 2016-08-15 at 2.18.20 PM#SelfhuntingFoundation         Mexa o seu corpo. Subia escadas, de volta no quarteirão, procure uma atividade física que gosta. Assim como a mente, o corpo também precisa se movimentar.

experimente a vida

#SelfhuntingFoundation
Experimente! Se você tem uma ideia, experimente-a em uma versão mini.

Faça pequenos experimentos diários e teste suas hipóteses de felicidade. Quer ser professor? Comece dando algumas aulas para quem topar ser aluno. Quer ser padeiro? Faça pão e tente vender para os amigos. Quer ser escritor? Escreva. Quer aprender alguma coisa nova? Será que existe algum curso grátis na internet?

comunique-se de verdade

#SelfhuntingFoundation         Comunicação efetiva. Atitude: entenda como o seu interlocutor pensa. Fale de maneira que ele entenda o que você está dizendo. Se houver dúvida, peça para que ele te explique o que você acabou de dizer com as próprias palavras. Não suponha nada. Se houver dúvida, pergunte.

expectativas sob controle

#SelfhuntingFoundation            Expectativas. Behavior bias! Quais atitudes esperar de quais pessoas. Como você vem formando as suas expectativas em relação as situações da sua vida e as atitudes das outras pessoas? Você se frustra com os resultados? O que você espera de você mesmo? Controle as suas expectativas!

livre da culpa


GUILT-FREE


#SelfhuntingFoundation             Esqueça a palavra culpa. Sentir culpa só te fará mal. Você não pode mudar o passado. Mas você pode aprender com ele. Lembre-se do que te fez mal e te gerou o sentimento de culpa.  No futuro, em situações similares, escolha fazer diferente. Pare, pense, reconheça a situação e haja de maneira a se preservar.

conecte-se

connection

 

#SelfhuntingFoundation             Comunidade. Participe de comunidades. Pode ser a comunidade do seu prédio, da sua rua, do seu bairro. Pode ser a comunidade de colegas de escola ou faculdade. Pode ser uma comunidade virtual, em redes sociais, por whatsapp. Pode ser uma comunidade de encontros presenciais, como aulas de yoga ou de idiomas.
Crie e ative comunidades. Se você não achou uma comunidade baseada em algo que você ama ou acha que o tema merece uma comunidade com um novo enfoque, crie! Crie um grupo no Facebook, marque encontros semanais ou mensais, chame os seus amigos, chame conhecidos das suas outras comunidades que possam se interessar.

 

Ative as suas comunidade. Pessoas ajudando pessoas. Ofereça ajuda a quem você pode de fato ajudar e peça ajuda as pessoas certas quando for necessário. Não se preocupe, você não estará incomodando. Faça o que puder, para quem quiser receber. E receba também o que os outros tiverem que possa ajudá-lo.

Crise tem idade?

3452289“Pesquisa indica que 52% dos jovens brasileiros com 30 anos estão frustrados com a carreira, trabalham para sobreviver e não fazem o que gostam. A baixa ‘criticidade’ de pensamento na fase escolar, somada a escolhas vocacionais equivocadas, resultam em trintões insatisfeitos com a vida profissional. A ausência de autoconhecimento faz com que se deixem levar por influência de terceiros. Por não serem autores das próprias vidas, as escolhas, na maioria das vezes, são enganos.”

Não é por acaso que a “crise dos 30” acomete tanta gente. O fato é que aos 30 a vida começa a tomar alguma forma, tudo começa a parecer mais perene e assustador. Principalmente se aquilo que vemos tomar forma não nos agrada.

30 é a idade em que tanta gente casa e outro muitos se separam por perceber que o companheiro ou companheira em questão é um time para tiros e não para maratonas. Aos 30 conseguimos aquela promoção ou finalmente percebemos que estamos atuando na área “errada”; ou as duas coisas. E aos 30, principalmente, parece que todo mundo já tem tudo muito bem resolvido, menos a gente.

Então, para começar pelo começo: calma! A maior parte das pessoas de 30 [e trinta e alguns bons] anos tem pouquíssima coisa bem resolvida. Organizar esse grande projeto que chamamos de vida requer um montão de competências, mas a que considero mais interessante para dar o pontapé inicial é: autoconhecimento. É cliche e é real, se você não se conhecer, correrá o risco de passar muito tempo em uma busca infrutífera por algo que nem imagina o que é.

Quer saber mais sobre como você pode se conhecer? Olha aqui um pouquinho dos princípios do Selfhunting. Pode te ajudar a se descobrir e ainda dá para se divertir no processo.

Fonte: http://goo.gl/JP71gs

Blog at WordPress.com.

Up ↑